Cidades Intensas: o papel da arquitetura na densificação dos centros

A cidade contemporânea desdensifica-se e estende-se indefinida e incessantemente pelo território, provocando, desde a década de 60 do século XX, o esvaziamento dos centros urbanos e a degradação, ou o fim, da  cidade compacta.

A investigação em Arquitectura tem, por um lado, estudado intervenções pontuais e segregadas de densificação urbana através da qualificação arquitectónica dos espaços centrais, sem as agregar nos propósitos e sem as considerar em sistema, e, por outro lado, estudado aprofundadamente a dispersão suburbana, como fenómeno extensivo sob o ponto de vista da escala, inevitável, sob o ponto de vista da gestão do território, e motivador, sob o ponto de vista cultural.

Neste sentido, pretende-se conversar sobre o papel da arquitectura na requalificação e redensificação do espaço urbano central, um papel que alterna entre a manutenção das suas qualidades ancestrais e a renovação das possibilidades de uso, entre o restauro e a construção  ex-novo, mas que se insinua, contudo, como a única possibilidade de sobrevivência contemporânea desses mesmos centros.

Fonte CES

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s