Taxa liberatória para o arrendamento urbano

Se não for criada uma taxa liberatória para o arrendamento urbano, equivalente ao imposto sobre os juros dos depósitos a prazo, para atenuar o risco  e aumentar a atractividade dos investimentos nesta área, o Arrendamento Urbano será uma miragem e a Reabilitação Urbana não se fará como desejável.

A resistência em criar uma taxa liberatória sobre os rendimentos provenientes do Arrendamento Urbano assenta no medo, a meu ver claramente infundado,  de que uma tal opção possa fazer baixar as receitas que o Estado pode arrecadar por esta via.

Na verdade, parece óbvio que optar por uma taxa liberatória sobre os esses rendimentos é captar mais investimentos para esse segmento de negócios do mercado imobiliário, e gerar, nessa opção e pelo aumento de investidores a contribuir para esse bolo, mais receitas fiscais.

Isto, considerando apenas os números, puros e duros. Ignorando todo o lucro social que também podemos conseguir com a dinamização dos mercados da Reabilitação e do Arrendamento Urbanos. Seja pela diminuição do desemprego seja pela preservação da nossa riqueza edificada. Vantagens que não deviam, nunca, ser desprezíveis.

Fonte APEMIP

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s