Área susceptível à desertificação cresceu 75% em dez anos

A área susceptível à desertificação cresceu 75 por cento no território continental português ao longo dos últimos 10 anos, indica um relatório da Comissão Nacional de Combate à Desertificação, entregue há duas semanas ao Governo.

Segundo este estudo, quase dois terços deste território estão susceptíveis à desertificação contra 36 por cento há dez anos atrás, um crescimento, que o responsável pelo Programa de Acção Nacional de Combate à Desertificação, considera «relevante».

«Em Portugal, já atingimos os piores cenários que foi nos últimos dez anos termos uma influência de aridez no país, de falta de disponibilidade de água, situações para a degradação do potencial produtivo dos solos», acrescentou Lúcio do Rosário.

Entre os territórios que agora susceptíveis à desertificação estão grande parte de Trás-os-Montes, Interior Centro, Ribatejo, Região Oeste, Grande Lisboa e Alentejo Litoral.

As alterações climáticas, as secas, os fogos florestais e o abandono dos campos contribuíram também para o facto de 31 por cento dos solos portugueses estarem degradados.

«Perderam a capacidade de oferecer e responder seja para pastos naturais, seja para matos, florestas ou cultivos. Aquilo que era de esperar nestes sítios em termos normais não está a acontecer porque os solos perderam a capacidade produtiva», lembrou Lúcio do Rosário, em declarações à TSF.

Fonte TSF

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s